Conseqüências – 28ª Mostra SP

Publicado: outubro 29, 2004 em Cinema, Mostra SP
Tags:, , ,

Como os ingressos antecipados esgotados para La Niña Santa, fui cedo no domingo tentar ingressos para o novo filme da Lucrecia Martel. Fiquei na tentativa, tudo esgotado na bilheteria do Unibanco Artplex. Agora, só esperar que venha ao circuito comercial. Com isso, fui obrigado a colocar em prática o plano B, peguei um trânsito lascado na Paulista (isso é dia de estar tudo parado) e fui lá para a Cinemateca conferir um filme dinamarquês. Como sempre estava tudo tranquilo por lá, e o mais inusitado foi o grito do rapaz da bilheteria para comemorar o gol do São Paulo no clássico contra o Santos, todo mundo se assustou, alguns não entenderam e ficou tudo por isso mesmo.

Conseqüências (Lad de små børn / Aftermath, 2004 – DIN) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

Talvez não haja drama mais agudo do que a perda de um filho, o casal Claes (Michael Birkkjær) e Britt (Sofie Gråbøl) está sofrendo na pele, há cinco meses. O casamento esfacelado se tornou uma série de conveniências. Diálogo não existe, sexo então, nem pensar. Visitar um grupo de autoajuda (nos moldes dos alcoólicos anônimos) apenas acentuara a fúria latente, oriunda da trágica morte da filha (única) adolescente do casal.

Dentro da nova configuração “vegetativa” da vida em casal, cada um encontra seu espaço de sobrevivência. Ela (assistente social), demasiadamente apegada a uma criança, maltratada pela mãe jovem. Ele, mergulhado no desejo de vingança contra quem tirou a vida de seu filho.

Em sua estreia na direção, a atriz Paprika Steen (ícone do Dogma 95) embasa toda sua história nesse drama carregado, no peso do sofrimento de seus personagens. Não há uma cena fácil, um alívio, estão todas entre o depressivo e o atordoante, dando ao filme um clima exaustivamente sufocante.

A presença constante da responsável pelo acidente, e da mãe do bebê assistido por Britt, funcionam como propulsores ao comportamento do casal, o vazio no coração e o desejo irreprimível de vingança tiram o autocontrole pessoal. Não há espaço para uma gota de alívio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s