A Enguia

aenguia

Unagi/ The Eel (1997 – JAP) estrelaestrelaestrela1_2estrela_cinzaestrela_cinza

Falar que se trata de um filme, sobre um assassino, que após passar oito anos preso, tenta refazer sua vida, até seu destino mudar drasticamente após salvar a vida de uma bela suicida, é muito pouco. O assassino é o pacato Takuro Yamashita (Koji Yakusho) que após receber uma carta anônima descobre a infidelidade da esposa, volta para casa mais cedo. Completamente transtornado de ciúmes, esfaqueia a esposa durante o ardente ato sexual com o amante. Uma cena crua, misturando habilmente libidos inflamadas na cama, e olhares carregados de ódio do marido traído, sem dúvidas o ápice do filme.

Ao ser libertado, sob condicional, Yamashita fica na tutela de um monge budista e resolve reabrir uma barbearia numa região mais afastada. Na prisão, transformou uma enguia em seu animal de estimação, mais do que isso, o peixe serve como uma espécie de ombro amigo, onde Yamashita encontra alguém que não critica seus defeitos e o ajuda a manter certa distancia da sociedade.

O espírito anti-social de Yamashita muda após a jovem Keiko Hattori (Misa Shimizu) tentar suicídio com comprimidos, Yamashita a encontra a tempo de chamar socorro. Keiko passa a trabalhar na barbearia, nasce entre os dois um sentimento único, mas que não consegue quebrar as barreiras impostas por Yamashita, pelo menos sem a intervenção externa.

Seja o tutor e sua esposa, seja o amigo que pesca enguias no rio com Yamashita, seja o lixeiro que o conheceu na prisão, ou mesmo o ex-namorado interesseiro de Keiko. Algumas dessas intervenções causam cenas rocambolescas, completamente desequilibradas ao padrão que o diretor Shohei Imamura impunha até então nessa adaptação do romance de Akira Yoshimura. O diretor usa elementos que enaltecem o que planeja sugerir, a enguia, as cenas sexuais fortes, a subjetividade peculiar, o movimento pacato e poucas falas. Exemplo perfeito é a cena da confusão na barbearia, aliás, momento chave do filme, um conjunto de retalhos mal costurados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s