Maus Hábitos

maushabitosEntre Tinieblas (1983 – ESP) estrelaestrelaestrela1_2estrela_cinzaestrela_cinza

Um convento de freiras (Redentoras Humilhadas) abriga mulheres pecadoras e as auxilia a se livrar da vida de perdição. Só que, ultimamente, não há um grande fluxo de novas garotas. As freiras que ali vivem foram salvas no passado: viciadas em droga, assassinas, traficantes. Convertidas, vivem entre a vida de penitencia e os prazeres que as levaram a se refugiar no convento. Na rotina diária, entre e cuidar da horta, das galinhas e coelhos, rezar e cumprir penitencia, hábitos antigos como consumir heroína, cocaína, viver o amor, até costurar o luxo permanecem enraizados.

Pedro Almodóvar demonstra sua enorme indisposição com a igreja Católica, satiriza a figura “sagrada” das freiras e seu puritanismo. Muitos esperavam que seu filme mais recente (Má Educação) seria uma afronta gigantesca à Igreja. Não foi exatamente assim, por mais que o filme aborde abuso sexual de menores por padres. Muito antes, com Maus Hábitos (um de seus primeiros filmes), é que Almodóvar seria ainda mais contundente na crítica. Em tom de comédia, fator a amenizar bastante a afronta, afronta de forma corajosa. Uma proposta caricata, uma junção de valores heterogêneos. Fica difícil integrar o que os olhos vêem e o que está acontecendo, Almodóvar novamente flerta com o esquisito, enquanto as freiras abrigam uma cantora de cabaré que viu seu namorado morrer de overdose.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s