Santiago

Publicado: agosto 31, 2007 em Uncategorized
(2007)
Trata-se de um documentário com vida própria, com estilo único, João Moreira Salles gravou cinco dias de entrevistas com seu mordomo (Santiago) em 1992, mas o filme não foi para frente, dessa vez sim. O próprio diretor notava que aquele material não era o esperado, faltava algo ali. Santiago seria sobre a incapacidade do cineasta em finalizar aquele filme, mas quase no final o próprio diretor mata a charada, ou melhor, tem a sensibilidade de perceber que o problema daquele material é que o tempo todo Santiago se colocou e foi tratado como o mordomo do pai do diretor. E é nesse instante que o documentário passa de um interessante relato sobre um homem extremamente culto e sensível que por capricho do destino viveu sua vida como mordomo dessa tradicionalíssima família paulistana. Viveu para servir e resguardou toda sua excentricidade para os inúmeros textos que escreveu. Neles realizou todos os seus sonhos, fez com que seus personagens vivessem o que ele não teve capacidade/possibilidade de viver, as aventuras e os amores, as dores e tudo mais. E foi assim que ele foi encontrado de trajes de gala tocando Beethoven numa madrugada, João Moreira Salles conseguiu realizar seu filme quando percebeu que todos ouviam suas histórias quando a câmera estava ligada e só quando ela estava ligada é que se importavam com ele, no fundo não passava do antigo mordomo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s