Cinema: Arquivo X: Eu Quero Acreditar

Publicado: julho 30, 2008 em Uncategorized

(The X Files: I Want to Believe, 2008 – EUA)
Sabe quando você faz um desenho e depois olha espantado porque os braços ficaram grandes demais, ou a cabeça acabou desproporcional ao corpo, resumindo: desengonçado. Essa é uma ótima definição para o filme dirigido por Chris Carter. Tantos anos se passaram após o termino do seriado e quem acompanhou a saga de paranormalidade, conspirações interplanetárias e abduções já tinham como definitivo o destino dos enigmáticos agentes Fox Mulder (David Duchovny) e Dana Scully (Gillian Anderson), mas Carter encontrou nova fonte de renda, a marca Arquivo X vende, tem seguidores e uma série de filmes pode ter sido iniciada, sem grande preocupação com os anos de credibilidade do seriado.
E dessa lógica vem a história de que Mulder e Scully não são mais do FBI, porém para salvar uma agente desaparecida, os dois são chamados a lidarem com um vidente padre pedófilo que oferece pistas ao caso. Carter não consegue recuperar a energia do antigo programa, seu filme desengonçado tem traços daquilo que acompanhamos com tanto carinho e interesse, mesmo a relação Scully-Mulder parece mais forçada a atingir um novo público que não os conheceu e por isso diálogos mais diretos e menos implícitos.
Somos teimosos, portanto não adianta dizer que não, vindo um novo filme da série estaremos conferindo, mas pelo piloto-automático, sem entusiasmo, porque os personagens são os mesmos, os atores ainda têm seu brilho, só que infelizmente o tempo de Arquivo X já passou e seu criador já não sabe mais o que fazer com seu filho pródigo.

comentários
  1. João Leonardo disse:

    Arquivo-X foi uma série de longa duração e assim como em muitas séries que vemos por ai, tem seu auge no começo e meio, pois ja no fim os roteiros começam a ficar cada bez mais fracos, cansativos, dai aparece o senso critico de parar. O mesmo ocorre no filme. Quando saiu o 1° filme, esperava-se muito e até correspondeu um pouco ao esperado. Ja agora no 2° tinha que ter muita mais, não somente os mesmo atores, diretor e roteirista, mas um roteiro muito mais elaborado, estruturado, bem entrelaçado, como a série possuia no início de sua exibição. Por ser uma série de acontecimentos sobrenaturais, isso é esperado no filme ou até algo que pareça com isso e apenas em uma parte ocorre algo e depois nada, alem do fato de nada posteriormente explicar tal fato, ou seja, o roteirista praticamente desacreditou no que escrevera no inicio da série na para TV, detalhe que é o mesmo roteirista da série. Podia ter sido bem melhor, porém em minha opinião não chega nem aos pés do 1° filme, muito menos aos episódios do inicio da série. Pra quem gosta de cinema, eu indico ver, mas sem esperar nada, apenas como um entretenimento bem de leve, já para aqueles que querem uma coisa muito grande, melhor, mais exigentes…nem tentem, pois irão se decepcionar, assim como os fâs da série se decepcionarão e se decepcionaram.

    Curtir

  2. Michel disse:

    Olá João Leonardo,
    Vc disse tudo no seu comentário, quem acompanhava a série sempre espera algo próximo dos melhores episódios, mas dessa vez além de um episódio fraco, eles foram mexer na enigmática relação Mulder-Sculy, e não saiu lá essas coisas.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s