Depois da Escola

depoisdaescolaAfterschool (2018 – EUA) estrelaestrelaestrelaestrelaestrela_cinza

As influências de Elefante e Caché são absurdamente nítidas. A maneira de filmar é praticamente uma sobreposição do que fizeram Gus Van Sant e Michael Haneke. Entretanto, o brasileiro radicado nos EUA, Antonio Campos, recorre a uma caracterização, menos abstrata e mais realista, do cotidiano dessa juventude atual, cada dia mais perdida, sem limites, independente e subversiva.

Alguns sintomas de maneirismo, e uma lentidão forçada em cada imagem poderiam ser evitados, ainda assim, o cineasta aproveita-se, minuciosamente, de cada espaço do plano, causando incomodo permanente, tensão presumida. A era da internet, dos vídeos de celular, da informação ao alcance de todos, sem barreiras. Uma juventude em busca do prazer, do descobrir-se sexualmente, à mercê das drogas.

Uma escola de alto padrão em que a diretoria fecha os olhos para o que se passa, não quer comprometer-se (sempre consideramos que nada irá nos acontecer, não acreditamos no risco das tragédias). Campos traz um moderno (muitas vezes angustiante) estudo dessa juventude que vê na fatalidade sua rotina e na ânsia do desejo a perda do controle sobre os limites do certo e errado.

Anúncios

Um comentário sobre “Depois da Escola

  1. Pingback: Christine |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s