Tetro

Publicado: abril 15, 2010 em Uncategorized

tetro.jpg
Tetro (2009 – EUA/ARG)
Um jovem marinheiro americano (Alden Enrenreich) bate à porta de uma casa em Buenos Aires, a simpatia invejável da mulher (Maribel Verdú) que abriu a porta será constantemente antagônica ao temperamento do homem com quem vive (Vicent Gallo). Uma história de dois irmãos afastados pelo tempo e pelo destino, o mais jovem possui uma adoração apocalíptica pelo mais velho cujo passado esqueceu (ou fingiu esquecer). A beleza de Tetro está na fotografia em P/B, na elegância com que Francis Ford Coppola filma por uma Buenos Aires conectada ao teatro, de personagens esquizofrênicos e explosivos. Enquanto há uma bagagem de mistério e dor que marca essa família separada e cuja música clássica foi primordial. Busca-se semelhança com Poderoso Chefão, o estilo dominador do patriarca não se compara com a maneira com que Don Vito comandava a família, talvez os negócios, em Tetro é a dor e a mágoa que move (ou afasta) tais corações despedaçados e doloridos e nisso Coppola esconde bem sua trama até um final de uma reviravolta desprezível. A Argentina filmada por Coppola é de arquitetura antiga, de aspecto velho e charmoso, os olhos do jovem americano obsessivo pelo irmão não captam toda a beleza tamanho seu entusiasmo em reaproximar-se de seu ídolo máximo.

comentários
  1. Wallace disse:

    Vontade imensa de ver esse filme…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s