Submarino – Mostra SP (repescagem)

Publicado: novembro 10, 2010 em Uncategorized
Tags:,

Submarino (2010 – DIN)

Duas crianças vestidas de camisetas em tons pastéis, um lençol branco como cabana para um bebê, o fundo todo branco, Thomas Vinterberg abre seu filme com delicadeza entre os personagens e um aspecto visual impactante. A seguir descobrimos que são eles três irmãos, vivendo com a mãe desequilibrada, alcoólatra. Depois da tragédia o filme pula anos adiante, dois dos irmãos há muito não convivem juntos, um pai solteiro, o outro bebe demais e permite-se a violência. Os dois vivem sob reflexo daquele ambiente familiar, duas vidas sob o caos, perdidos por caminhos que escolheram por falta de discernimento, falta de estrutura familiar. Vinterberg não tem dó de seus personagens, joga-os sarjeta abaixo, e faz isso com alguns diálogos pobres e cenas que tentam captar pelo silêncio algum ranço de sentimento que possa existir dentro deles. Não é um filme honesto, não é um filme surpreendente, é só mais uma história de pessoas perdidas, desesperadas, em busca de atalhos para seus objetivos, pelo menos já é bem melhor do que o cineasta tem feito ultimamente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s