Dois Irmãos

Publicado: janeiro 19, 2011 em Uncategorized
Tags:,

Dos Hermanos (2009 – ARG)

De repente o equilíbrio dos filmes de Daniel Burman caiu assustadoramente, depois de bons filmes (apenas bons) como Abraço PartidoAs Leis de Família e até o divertido Todas as Aeromoças Vão para o Céu, além de um processo cronológico de observação da estrutura familiar (relação pai-filho, casamento e filhos pequenos), além do tema dos Judeus argentinos, o cineasta pulou para a terceira idade em Ninho Vazio e neste Dois Irmãos. E perdeu a mão completamente, este último chega a ser constrangedor tamanho equívoco de personagens e situações.

A história do irmão pacato, apegado por demais aos familiares (mãe e irmã, sim Burman segue fiel ao tema família), enquanto a irmã, ofensiva corretora de imóveis, invejosa destruidora da paz familiar, uma manipuladora incontrolável, não oferece grandes resultados dramáticos. Querer corrigir a personalidade da irmã é tarefa ingrata demais ao filme, e esse anseio de via teatro trazer alguma aventura ao pacato senhor também surte efeito algum. Por isso o filme roda, roda, e acaba sempre com os dois na casa uruguaia, um querendo se livrar do lugar, enquanto o outro toma aquilo como seu refúgio incontestável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s