Barton Fink – Delírios de Hollywood

Publicado: maio 16, 2011 em Uncategorized
Tags:,

Barton Fink (1991 – EUA)

E os Irmãos Coen também resolveram dar seus pitacos no tema dos roteiristas com bloqueio criativo, só que bem à moda deles. Início de carreira e os maneirismos visuais já estavam presentes, e são extremamente marcantes, assim como o tom amargo, personagens marginais e estilosos, ou extremamente sarcásticos. Mas o destaque mesmo fica por conta da câmera, seu uso, os planos abrindo dando a dimensão de profundidade e simultaneamente de desespero do personagem que não consegue se encontrar. O autor de relativo sucesso no teatro (John Turturro), acaba parando em Hollywood, contratado por um estúdio, logo ele tão autoral, quase surta, tenta manter-se alheio à industria e ainda assim sente-se incapaz de tocar o projeto.

Ele acaba amigo de um vendedor de seguros (John Goodman), e seu mundo é aquele, as paredes com papel de parede verde musgo que teimam em descolar, o calor, a incapacidade, o estranho envolvimento com a secretária/amante do escritor que ele idolatra. Os Coen guardam um final surrealista, são os delírios, todos aqueles elementos praticamente fantasmagóricos culminam num desfecho exorbitante onde os meios se tornam muito mais interessantes que o fim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s