Glória Feita de Sangue

Publicado: junho 8, 2011 em Uncategorized
Tags:,

Paths of Glory (1957 – EUA)

Um filme com esse tema, hoje, talvez fosse tachado como nacionalista (talvez eu seria o primeiro a bradar), não importando qual fosse a guerra. Soldados franceses levados à corte marcial por, supostamente, terem se negado a sair das trincheiras numa operação de guerra kamikaze. Pois seria um ledo engano, o tema do filme de Stanley Kubrick não é a guerra, não é o exército e sua distribuição de responsabilidades, não de forma alguma. Kubrick está julgando o poder, e as manobras utilizadas em interesse próprio, totalmente desinteressado das conseqüências, dos problemas que os causaram aos demais. E isso pode ser na fila que você furou na padaria, até numa guerra onde a vida de tantas pessoas está em jogo. O coronel exemplar (Kirk Douglas) sob a tutela da justiça e da correção é falsamente o personagem tema do filme, o general maldoso e interesseiro é a grande mola propulsora dessa história, com toda sua ganância de poder e seus planos mirabolantes de ganhar visibilidade, ele dá ao filme de Kubrick todo o sentido enquanto o cineasta guardava a sutileza da cena final, o antagonismo entre os íntegros e a grande maioria levada pela ocasião.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s