Mãe e Filho

Publicado: julho 7, 2011 em Cinema
Tags:

Mat y Sin / Mother and Son (1997 – RUS)

Dor, despedida e carinho. A mãe sofre, aparentemente as dores são terríveis. O cuidadoso filho passa o dia abraçado a ela, carregando-a em busca do sol no quintal, é como se o cordão umbilical ainda os ligasse fisicamente. Aleksandr Sokurov gasta um pouco mais de uma hora com longas tomadas, definhando essa dor, absorvendo essa relação. Diálogos mais que econômicos, enquadramentos que inserem aqueles dois corpos na paisagem. Nada de reviravoltas, discussões, mentiras ou descobertas, são apenas os dois, mãe e filho, e todo o amor nesse momento de despedida, nessa fase de dor latente.

 Não é um filme de se explicar, de se contar, puramente do sentir. O viver aquela sensação de perda, da vida por um fio e um filho abrindo mão de tudo para curtir aqueles derradeiros momentos, a beleza em cada cena está na pureza do sentimento, nesse ar de abrir mão porque o estar ali é o realmente significativo.

COTAÇÃO: estrelaestrelaestrelaestrelaestrela_cinza

comentários
  1. […] Ficou conhecido ao mundo com o sucesso internacional de Mãe e Filho de 1996, e depois com a Tetralogia do Poder (Moloch, Taurus, O Sol e Fausto). Entre os principais […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s