Amador

Publicado: agosto 16, 2011 em Uncategorized
Tags:

Amator / Camera Buff (1979 – POL)

O comprador de uma pequena fábrica na Polônia comunista vive momentos de êxtase com a gravidez da esposa, entusiasmado compra uma câmera 8mm para filmar todos os momentos da filha que está prestes a chegar. Engraçado como a novidade mobiliza todos à sua volta, incentivado peles chefes, amigos, a idéia de guardar os momentos da filha vai além, o cineasta amador passa a filmar de tudo, ganha fama e vai parar em pequenos festivais. Logo ele, que tinha tudo que planejara na vida (mulher, filha e tranquilidade), vê na efervescência do novo nascer o risco de desperdiçar o que lhe era rico.

Krzysztof Kieslowski despontava para o cinema, seu filme é tão cru e humilde que quase nos tornamos amigos do homem obcecado pela nova paixão, a proximidade da câmera quase nos faz palpitar na vida pessoal. Alguém pergunta porque a esposa o deixou, em certo momento do filme, ele rebate que talvez fosse inevitável (enxerga claramente as razões, sua ausência, mas algo mais forte o impelia de dar passos atrás), a pessoa insiste se a mulher teria levado a tv, e ao ouvir dele um não, avisa que ela pode voltar. Pode parecer algo tão absurdo, mas há mais de trinta anos, isso podia significar tudo, poderia ser o sinal da separação temporária, um momento de escolha. E o cineasta amador segue seu rumo, suas escolhas, enquanto assiste ao início das mudanças políticas, o surgimento dos sindicatos, o princípio do fim do comunismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s