Tess

Publicado: agosto 25, 2011 em Cinema
Tags:, ,

Encerrando série de 3 posts com filmes de Roman Polanski

Tess (1979 – ING/FRA) estrelaestrelaestrelaestrelaestrela_cinza

Nem parece um filme de Roman Polanski essa adaptação do romance Tess of the d’Urbervilles, escrito por Thomas Hardy. Cineasta tão habitualmente ligado a outros temas, ótima oportunidade de mostrar também versatilidade. O drama de época foi o pontapé inicial para a explosão da carreira de Nastassja Kinski, mas sua força está na história em si, poderosa, sobre uma mulher forte de vida tão sofrida. Nascida humilde, Tess é persuadida pelos pais a buscar possíveis laços com uma parte rica da família, destino lançado ao mundo, os frutos de sua colheita foram praticamente dor e sofrimento.

Os lindos aspectos de figurino e direção de arte enriquecem uma história tão bonita e triste. Desencontros com a felicidade sempre ligados a heranças malditas, desarranjos de julgamento da sociedade. A camponesa marca sua existência por caminhos tão dolorosos, enquanto, pacatamente, aceita cada nova provação a cruzar seu caminho. Trata-se de um filme suntuoso, de longas caminhadas por estradas de terra, de lindas cenas, como a galanteadora travessia, ou o sangue manchando o teto. Essencialmente um filme encantador, por uma personagem em que a rebeldia demora a eclodir, e o senso de justiça supera a parcimônia do que lhe parecia destinado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s