Viver e Morrer em Los Angeles

Publicado: agosto 28, 2011 em Uncategorized
Tags:

To Live or Die in L. A. (1985 – EUA)

Um filme com a cara de William Friedkin, talvez tenha tanto a cara do diretor que peque pelos mesmos excessos que o marcaram fora de seus filmes. O grande alarde da história está em sua faceta de justiceira, de estar acima da lei e julgar o que deve ou não ser feito. Dentro de uma proposta clichê de um policial querendo vingar a morte do parceiro, Friedkin leva a vingança às últimas consequências, coloca vitalidade em algumas cenas (principalmente a fulminante perseguição de carros), mas guarda um ar anos oitenta de momentos toscos. Se os anos oitenta são considerados os anos perdidos, um filme que represente tão bem tal época, corre grande risco sofrer com sua própria essência. A linha tênue que aproxima herói e vilão está lá, o conflito, as relações marginais, e a sensação de que o brilho perde espaço para a fúria (dos olhos da câmera).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s