Vulcão

Volcano / Eldfjall (2011 – ISL) estrelaestrelaestrela1_2estrela_cinzaestrela_cinza

Com a erupção do vulcão Eldfjall, parte da população se viu obrigada a mudar-se para a capital Reykjavik, alguns nunca mais voltaram e ali construíram suas vidas. Essa informação apenas pontua, sem relevância ao desenrolar da trama, com ou sem vulcão, esse drama familiar transcorreria normalmente. Aliás, o filme escrito e dirigido por Rúnar Rúnarsson vive do convencional, de uma história contada milhões e milhões de vezes. A de uma pessoa tocada a mudar de comportamento após um acidente, uma doença, uma mudança brusca na vida.

A passagem do sujeito mais mau-humorado do planeta (Theódór Júlíusson), a um doce de pessoa, quando a tragédia assola sua família. É história para fazer o público chorar, o tom piegas é praticamente impossível de evitar. A diferença sempre está no peso da direção, e no quanto sensacionalista se coloca um filme. E no caso, Rúnarsson vem com uma condução áustera, precisa, guardando momentos de realmente arrasar com o público (como na cena do choro no banheiro). Um filme de pequenos momentos singelos, de silêncios e atenção, de profundo amor e dedicação, de nos fazer sentir o pesar de cada um dos membros daquela família adiando um fim anunciado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s