(2011)

O craque maldito, o gênio, o Gilda do futebol carioca (alusão ao clássico personagem de Rita Hayworth), a vida do ídolo do Botafogo nos anos 40 foi vivida intensamente. Charmoso, requintado, elegante, cafajeste, conquistava mulheres com a mesma volúpia que marcava gols e que causava brigas e confusões com colegas de clube. Heleno é o típico personagem movido pela emoção, e essa linha foi a grande aposta do cineasta José Henrique Fonseca. Ele permite toda a liberdade para Rodrigo Santoro explodir em cena, explorar até os excessos essa coisa excentrica e intempestiva, essa fúria acumulada por paixão em tudo que fazia.

Foi seu temperamento que o destruiu, instável, viciado em eter e lança perfume, diagnosticado com sifílis e nunca se tratou, Heleno náo só queria ser o melhor dos melhores, como sua arrogância o fazia crer e com ela sua ruina. Alinne Moraes, Angie Cepeda, as mulheres entram e saem de cena, falta consistencia aos personagens, são coajuvantes de luxo. O roteiro opta pela ausencia de cronologia, fotografia em preto e branco, são sempre elementos interessentes (ainda mais se estamos retratado os anos 40-50 entre cabarets e praias cariocas), só que, temos a sensação exageradamente limpa, o problema principal está mesmo na cronologia.

O vai-e-vem chega a um ponto em que já se conhece toda a biografia e as pequenas lacunas de sua história já foram preenchidas em nossa mente, o ritmo empaca, o filme já cai na redundância, e entre anos no sanatório e as tentativas de retomar a carreira (a passagem pelo Boca Juniors é pouco explorada, por Santos nem citada e pelo América tão confusa que fica impossível entender que se tratou de apenas uma partida). Triste testemunhar o fim melancólico do jogador, mais triste ainda assistir a mais um filme tentando transformar (na questão imagem) um esporte coletivo em individual, com luzes de estrela e todos os holofotes num único personagem/jogador.

comentários
  1. ailtonmonte disse:

    Eita, que você está sendo bem exigente com o filme, hein.. Mas gostei dos pontos que vc apresentou. Creio que tenha razão.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s