Deus da Carnificina

Carnage (2011 – FRA)

Os filhos tiveram uma briga de rua, os pais resolvem se encontrar para discutir o caso, esperam retratação, fazem um acordo escrito. Tudo tão pacífico e civilizado que termina num cafezinho na sala, uma maravilha do mundo civilizado. Adaptando a peça teatral Deus da Carnificina, o cineasta Roman Polanski cria um filme fabuloso, uma nova versão de Quem Tem Medo de Virginia Woolf?, durante pouco mais de um hora dois casais saindo de uma simples conversa (onde não expuseram totalmente suas visões do caso) para uma queda total de máscaras, chegando a suas verdadeiras facetas sem preocupação com status social e etiqueta.

Desse ponto em diante, temos a mais completa e ácida comédia dos últimos tempos, Jodie Foster, Kate Winslet, Christoph Waltz e John C. Reilly derramando todo o veneno de vidas reprimidas pela sociedade e pelas convenções sociais. A câmera nunca sairá dos arredores da sala daquele apartamento, o trabalho minucioso de Polanski e da edição ágil e sutil, oferecem todos os ângulos de personagens e suas verdades verborrágicas até que alcancem a verdadeira honestidade.

Anúncios

3 comentários sobre “Deus da Carnificina

  1. Pingback: Top 10 – 2012 |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s