Kamchatka

Kamchatka (2002 – ARG)

Visto atualmente, após uma leva de filmes sobre ditaduras militares sul-americanas, inclusive alguns sob os olhos de crianças (como Machuca no Chile e O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias no Brasil) não parece nada fundamental. O tema está gasto, as histórias que sempre merecem ser contadas, até para não nos deixar esquecer dos absurdos hediondos que governos e poder causaram em feridas incicatrizáveis por nossos países, realmente cansaram o gosto do público.

Tentando deixar de lado o desgaste, o filme de Marcelo Piñeyro é apenas corretinho e seguro. Uma história bem contada, sem muitos detalhes, um casal (Cecila Roth e Ricardo Darín) que precisou se esconder da ditadura argentina por ser contra a tomada de poder, e a convivência com os filhos pequenos num lugar escondido, mudando os nomes e vivendo com o medo. Em busca de alguma poesia, o título faz referência ao jogo de tabuleiro War, fica na boa intenção.

Anúncios

4 comentários sobre “Kamchatka

  1. Cara, pois eu vi este filme num cinema em Salvador e adorei. Achei uma delícia. O andamento e a delicadeza com que trata o assunto, Cecilia Roth magnífica. Pra mim, dá de dez em O ANO EM QUE MEUS PAIS SAÍRAM DE FÉRIAS, do Hamburger. E olha que eu nem sou muito entusiasta do cinema argentino!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s