Flores de Xangai

Publicado: agosto 17, 2012 em Uncategorized
Tags:

Hai Shang Hua / Flowers of Shanghai (1998 – TAW)

E com pesar encerro essa maratona pelo cinema de Hou Hsiao-Hsien. Tido, por uma boa maioria, como o melhor de seus filmes, guardava expectativas altíssimas que não foram atendidas. Diferente do seu trabalho anterior onde o roteiro era figura desimportante, neste aqui ele tem papel mais visível, afinal estamos centrados em histórias ocorrendo em bordéis das regiões inglesas de Xangai. Clientes rotineiros, relações que chegam a se tornar casamentos, até disputas entre as “flores” (prostitutas de luxo) com altas doses de ciúmes e reclamações.

Se a história se pega a um mimimi de brigas e disputas entre as flores, e decisões impostas pelas gerentes do lugar, Hsiao-Hsien traz toda sua experimentação cinematográfica, dessa vez enxugando ao máximo a quantidade de planos. Eles são sempre longos, bem abertos investigando os ambientes/cenários. Temos uma visão panorâmica de cada quarto, e a costumeira observação sem influencia no que está sendo encenado. Mas, olhando toda a carreira construída pelo cineasta, até aqui, o filme parece um retrocesso, ele volta no tempo (já que vinha tendo uma relação quase cronológica com seus trabalhos) para retratar a época mais antiga de seus filmes (o século XIX) e um estilo narrativo que ele já empregara nos filmes mais recentes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s