O Vingador do Futuro (1990)

Total Recall (1990 – EUA) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

Clássico cultuado dos anos 90, o filme de Paul Verhoeven (baseado em livro de Philip K. Dick) alia as características dos filmes de ação dos anos 80 (diálogos e interpretações pobres camufladas por sequencias de ação intensas, grandes ícones do cinema do gênero – no caso Arnold Schwarzenegger – e a intenção de salvar o mundo) com aspectos próprios do cinema de Verhoeven (na mesma linha de Cronenberg) onde o bizarro, o feio, não só ocupam espaço, como monopolizam a história.

Viagens interplanetárias, complôs políticos, interesses escusos, rebeldes querendo o poder em Marte, o mundo marginal e cheio de mutantes, ambiente perfeito para um agente secreto (ou um trabalhador braçal sonhando sob efeito de lembranças implantadas) e belas garotas, dividirem a tela com vilões asquerosos, socos e tiros.

O filme é basicamente isso, um roteiro de ideias mirabolantes e um grupo de personagens desagradáveis (e alguns vilões clichê), mas o ritmo frenético e a capacidade de Verhoeven em criar cenas emblemáticas (que ficaram marcadas, como o scanner identificador de metais ou a face que se abre desmascarando Schwarzenegger), dá força e material capaz de garantir seu status cult.

Anúncios

Um comentário sobre “O Vingador do Futuro (1990)

  1. Pingback: Paul Verhoeven – Perfil (fase holandesa) |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s