O Legado Bourne

Publicado: setembro 13, 2012 em Cinema
Tags:, , ,

The Legacy Bourne (2012 – EUA)

O pecado de Tony Gilroy é a mesmice. Começando por um início arrastado no Alasca, e reciclando a história do agente sem passado. Se Matt Damon não topou o quarto episódio, melhor começar novamente, com um outro agente secreto (Jeremy Renner) que possa render mais alguns filmes. Conteúdo? Usamos o mesmo e está tudo resolvido, afinal a fórmula funciona.

De repente é hora de acabar com o projeto, liquidar com todos os envolvidos. Rachel Weisz como a cientista que pode ser a salvação de nosso super agente vive as aventuras da CIA à sua captura. Coadjuvantes de luxo ficam sem função, afinal não há nada no filme, são cenas de perseguição construidas para entreter e tirar o folego dos que acreditam naquilo tudo.

Sem dúvida, o melhor do filme, é o título, legado é palavra que cabe perfeitamente nessa trama. Há duas sequencias de ação interessantes (serial killer no laboratório e a perseguição de motos), porém a segunda é tão cheia de cortes e com absurdos da física que a adrenalina termina diluida. É o peso da mesmice, espalhado por pílulas coloridas e mudanças genéticas que deixam os agentes da CIA “especiais” e aquele mar de explosões e tiroteios correndo o mundo.

Anúncios
comentários
  1. Pelo visto só eu mesmo gostei demais do filme. Não tenho simplesmente nada a reclamar dele.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s