O Substituto

osubstitutoDetachment (2011 – EUA)

Professor substituto por opção (Adrien Brody), por não desejar criar vínculos muito fortes, espécie de trauma de infância que o filme tenta resolver numa relação com o avô, vai parar numa sala de aula com alunos violentos.

É o mote para o diretor Tony Kaye espalhar discursos sobre a vida, escolhas e conduta, citando grandes autores, enquanto imagina estar refletindo a juventude negra e pobre americana. Fazendo uso de um personagem que praticamente se coloca acima do bem e do mal, vive sem conforto e sem relacionamentos, mas parece ter o discurso certo, na ponta da língua, para enfrentar alunos, drogados e até uma enfermeira de plantão.  É muita atitude e pouca dramaturgia, ao tentar ser um filme, só consegue discursos panfletários e bom mocismo fora do comum enquanto choca com situações “extremas”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s