A Aventura de Kon-Tiki

Kon-TikiKon-Tiki (2012 – NOR) 

Cruzar o Pacífico, desde o Peru, até a Polinésia, numa jangada. Nos anos 40, após passar bom tempo nas ilhas com sua esposa, o arqueólogo noruegues Thor Heyerdahl (Pål Sverre Valheim Hagen) via essa, como a única, forma de provar sua tese de que os sul-americanos, e não os asiáticos, é que chegaram primeiro à região. Os diretores Joachim Rønning e Espen Sandberg revivem a história de idealismo de Thor, que lhe renderia um best-seller, e as filmagens da expedição ganhariam um Oscar de documentário em 1951.

Um bando de nórdicos, numa jangada, construída tal qual os sul-americanos antes da chegada dos europeus. A trilha sonora abusa do tom, mas o filme em si consegue fugir do heroísmo para recontar essa “loucura”, mexendo aqui e ali nos fatos (como sempre faz o cinema). Ainda assim, entre a preocupação com a maré, tubarões e a jangada por se desfazer, não há buscas com milagres cinematográficos, lições de moral, nada além do idealismo pragmático de um explorador.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s