Japón

japonJapón (2002 – MEX/ESP) 

Num povoado árido, inóspito, de vida melancólica, surge um forasteiro. O questionamento é sintomático, o que teria vindo fazer aqui? Não tem ligações com o local, não há nada turístico naquele mundo de pobreza, vida cercada de animais caseiros e uma geografia que não é rica além de algum verde, poucas árvores e pedras.

Não espere de Carlos Reygadas um thriller sobre as razões do estranho, seu cinema é outro, o homem está ali como instrumento para que a câmera contemplativa/investigativa de Reygadas possa adentrar no ritmo daquelas pessoas, no âmago do povoado.

O homem veio para se matar, os motivos depressivos pouco importam. Aluga um quarto na casa de uma senhora idosa, que teima em lhe preparar algo para jantar. Reygadas e seu diretor de fotografia (Diego Martínez Vignatti) desbravam a região com curiosidade, são planos lindos de natureza morta, de céu e árvore que se misturam, mas também de acompanhar o que há além, atrás daquela parede, ou mais profundos como a cena lírica do homem deitado ao lado do cavalo morto.

É nítida a relação entre ficção e documentário, a utilização de não-atores permite esse naturalismo misturado com esse formalismo estético poderoso. Reygadas vai atrás da morte, mas está falando da vida, uma vida sofrida, uma vida que parece vegetativa, mas ainda assim vida.

Mas sua obstinação pela morte não termina em vão, as injustiças provocam o tal homem que na simplicidade da senhora encontra um recarregar de baterias, isso até o majestoso plano final. Um longo plano-sequencia em 360, cenas de uma tragédia, que dialoga simplesmente com o filme todo, com tudo que Reygadas vinha abordando, a vida, a morte, a vida da velha, e todos do povoado em si.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s