A Pedra

apedraKamen / Stone (1992 – RUS) estrelaestrelaestrela1_2estrela_cinzaestrela_cinza

Um sonho, um devaneio, a volta ao mundo dos vivos após um tempo distante. Não se sabe ao certo, mas Tchekov está de volta, entre tantas cenas oníricas num branco e preto claustrofóbico, ele se relaciona com um jovem. Como pai, como amante, na figura do grande escritor, esses papéis se confundem enquanto o embate provoca sonolência na grande maioria do público. Sokurov rascunhava o que no  futuro seria sua Tetralogia, abordando figuras por um lado mais primitivo, uma visão particular.

Aleksandr Sokurov continua sua busca pela união da pintura (alguns frames são quadros magníficos) com o som (sejam eles gemidos ou trechos de música clássica), filosofando sobre temas tão complexos quanto próximos da natureza humana. Silêncios, paradas inexplicáveis, adoração por pequenos detalhes (como o tecido de uma roupa que será vestida). Captar todas as nuances dessa presença enigmática é uma arte quase abstrata.

Anúncios

Um comentário sobre “A Pedra

  1. Pingback: Aleksandr Sokurov |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s