Hulk

hulkHulk (2003 – EUA) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

Ainda quebrando a cabeça para entender tantas críticas que recebeu a versão do Ang Lee, para o nosso herói verde. Afinal, até reboot deram na franquia (que também naufragou por enquanto). Os conflitos do personagem estão lá, bem desenhados, desenvolvidos. A questão com o pai, a mutação genética, sua grande paixão (Jennifer Connelly).

A chuva de críticas recaem, principalmente, na questão gráfica. Quando, Eric Bana, sai de controle e se tranforma no Hulk. O monstrengo verde não agradou. Como eu sou daqueles que critico a transformação do cinema em mero espetáculo pirotécnico de efeitos especiais, as possíveis deficiencias foram facilmente absorvidas pelas interessantes divisões de tela que trazem um aspecto de HQ todo especial ao filme.

Ang Lee se utiliza muito do recurso, até brincando com o plano contra-plano, trazendo dinamismo à narrativa, criando uma nova forma de estrutura. Ele também explora uma quase inexistência de vilão (Nick Nolte com cara de Nick Nolte da vida real), antes do filme partir para o(necessário) lugar-comum do cinema de heróis com questionamentos dos governantes e as lutas que destroem Nova York.

Anúncios

2 comentários sobre “Hulk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s