Testemunha de Acusação

testemunhadeacusacaoWitness for the Prosecution (1957 – EUA) estrelaestrelaestrelaestrelaestrela_cinza

As briguinhas entre o advogado (Charles Laughton) e a enfermeira linha-dura (Elsa Lanchester) surgem quase fora do script, trazem um alívio cômico delicioso, mas de nada acrescentam à trama de filme de tribunal dessa adaptação da obra de Agatha Christie. Porém, são, exatamente, esse tipo de detalhes que trazem vida, tornam mais plausíveis essas histórias tramadinhas, bem arranjadas.

É a mão de Billy Wilder, a ingenuidade de suas comédias invadindo o mundo dos hábeis advogados, o jogo de palavras dos tribunais, o poder da oratória. Nesse vai-e-vem de mau humor com remédios e cigarros, ou mesmo no tribunal com o juiz e o promotor, e as pistas para desvendar (ou embaralhar) o caso, que Wilder costura essa linha narrativa saborosa.

Temos um crime, um suspeito (Tyrone Power), uma esposa (Marlene Dietrich) oferecendo um álibi, amores e possíveis traições, cartas. Esposa devota ou vilã? Em seu final, o filme pede que o público não conte o grande segredo da história, transformava em trunfo essa espécie de cumplicidade. Na época deu certo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s