A Culpa é do Voltaire

aculpaedovoltaireLa Faute à Voltaire (2000 – FRA) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

Como bom imigrante,o tunisiano Abdellatif Kechiche foi mais um a abordar o tema da ilegalidade. Albergues, manicômios, bares sem glamour, desemprego, a expectativa do futuro promissor contrastada com a realidade crua das ruas. Kechiche parte do lugar-comum, o visto temporário (via asilo político), a ambientação inicial, o ganha-pão vendendo frutas ou flores no metro.

Gradativamente a vida de Jallel (Sami Bouajila) ganha contornos próprios, desde suas amizades até seus amores, sem esquecer dos problemas “burocráticos” da ilegalidade. Kechiche mergulha na vida de Jallel, sem deixar de lado a comunidade, a cultura tão presente nas festas no bar onde conhece Nassera (Aure Atika). Quando surge a maluquinha (Élodie Bouchez) e sua total dependência, o filme fraqueja por um romance desajustado, e por mais que Kechiche mantenha vivo o tema com aspectos cotidianos, a relação dos dois em nada acrescenta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s