Berberian Sound Studio

berberiansoundstudioBerberian Sound Studio (2012 – ING) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

Para o cineasta Peter Strickland é muito mais a criação de uma atmosfera do que o simples desenrolar de uma trama. O mote de levar um técnico de som britânico (Toby Jones), para trabalhar num filme de terror italiano, é apenas artifício. Strickland estava realmente interessado nas possibilidades de criar um suspense instigante, tendo como estrutura o som e seus efeitos.

Para isso, o diretor transporta o britânico a um estudio, um tanto estranho, na Itália. E dessa estranheza faz desenhar o universo em que o técnico de som confunde realidade e fantasia, o que é o filme, e o que são seus problemas. Essa coisa meio terror psicológico, com estrangeiro que não fala sua língua, e ambientes marrons tão calmos (exceto pelos arrombos italianos), e a presença forte dos ruidos e sonidos que constituem, verdadeiramente, o fio condutor dessa história, remetem ao clima que o som destacado consegue unir tão bem. Por mais que o filme seja pouco além disso.

Anúncios

Um comentário sobre “Berberian Sound Studio

  1. Pingback: The Duke of Burgundy |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s