George Washington

georgewashington

George Washington (2000 – EUA) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

David Gordon Green é, declaradamente, fã de Terrence Malick. Essa adoração pode ser notada claramente em seus primeiros filmes, este, que marca a estreia do diretor, é aberto com uma narração em off, típica de Malick, enquanto a imagem acompanha diversos personagens por uma área rural e pobre da Carolina do Norte.

Num formato pretensamente simples, Gordon Green trata de tragédia e heroísmo, mexe com a cabeça daqueles garotos. Um cinema de sensações, e de observações. Garotos com seus 12 anos conversando sobre a vida, naquela fase em que estão deixando os brinquedos por outros interesses. Guardando segredos, e tratando desse mito de ser herói americano, o boom que fatos diferentes podem reagir de maneiras tão distintas na cabeça de meninos.

Gordon Green prefere amansar a questão racial, resgata a figura do primeiro presidente americano, são conexões particulares, quase poéticas: o garoto sonhador, a menina que troca de namorado, o pacto entre amigos, o calor, a representatividade da capa para identificar um ato heroico. Um rito de passagem, extremamente sensitivo, que quase se perde pelo calor que quase extrapola a tela, nas falas mansas, na pobreza inequívoca.

Anúncios

Um comentário sobre “George Washington

  1. Pingback: Manglerhorn |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s