DON JONDon Jon (2013 – EUA) estrelaestrelaestrela1_2estrela_cinzaestrela_cinza

A estreia na direção de Joseph Gordon-Levitt mostra um pouco de quem é o ator, além da forma como ele vê o mundo. Na apresentação do filme, ele diz que esse personagem seria sua visão de um Don Juan moderno. Um cara que conquista as garotas na balada e transa em casa, que malha todos os dias, enfim, ele definiu o novo Don Juan como um conquistador barato. E, adicionou, por sua conta, um pequeno ingrediente: torná-lo viciado em sexo.

Com todos esses elementos em mãos é obvio que irá aparecer a garota (Scarlett Johansson) que o fará sair dessa vida de vadiagem, o diferente é o modo como Gordon-Levitt narra tudo isso. Um humor meio bruto, quase como se um saradão estivesse contando para os amigos o que é namorar uma garota que fantasia romance em tudo. Ele vem com uma pegada mais bruta, com piadas de sempre, mas há espalhado pelo filme um plano-sequencia aqui, um diálogo robusto ali.

Como comédia funciona nos padrões, mas eis que Gordon-Levitt resolveu profetizar, partir em busca da “salvação” desse viciado. E o filme mete os pés pelas mãos completamente, aparece Julianne Moore e os padrões de sua personagem são inconsistentes, e com uma carga dramática que perde todo o “punch” de outrora. Deveria ter ficado na comédia adolescente e encontrado um final por ali.

comentários
  1. […] Como Não Perder Essa Mulher, de Joseph Gordon-Levitt […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s