Dark Blood

Publicado: outubro 28, 2013 em Cinema, Mostra SP
Tags:, , , ,

darkbloodDark Blood (2012 – EUA/RU/HOL) estrelaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinza

O material rodado em 1993 ficou guardado em algum armário, entre disputas judiciais e a vontade do diretor George Sluizer em finalizar o projeto. Segundo o cineasta, 80% do filme havia sido rodado, todas as externas, quando River Phoenix morreu de overdose. Retomar e lançar, vinte anos depois, pode ter vários significados, o maior deles deve ser a própria vontade de Sluizer em vê-lo finalizado a qualquer tentativa de se aproveitar da morte do jovem astro (até porque, após tanto tempo, o momento de River Phoenix atrair holofotes já passou).

A fim de preencher as cenas que faltavam, Sluizer congela algumas imagens e narra os diálogos (tal qual o roteiro). Picaretagem? Talvez não houvesse solução mais prática e honesta. O problema está longe desse artifício. Começando pela carreira de Sluizer, que durante todos esses anos não demonstrou ser grande cineasta. A trama de suspense fala de um garoto (River Phoenix), viúvo solitário, atazanando a vida de um casal em crise (Judy Davis e Jonathan Pryce) que tiveram o carro quebrado no deserto. Sequestro, sedução, a trama não se sustenta em nenhum momento, personagens rasos, e a irregularidade de um filme que já nascera torto, com a morte do astro então… nem deveria existir.

Anúncios
comentários
  1. […] Dark Blood, de George […]

    Curtir

Deixe uma resposta para 37ª Mostra SP | Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s