Leviathan

leviathanLeviathan (2012 – FRA/ING/EUA) 

A dupla de diretores Lucien Castaing-Taylor e Verena Paravel apostam, com veemência, no poder das imagens, e acerta em cheio. O documentário, sem falas, acompanha o processo de pesca comercial. Um grande navio, a rede recolhida com os peixes, a forma como a faca arranca cabeças, o sangue e pedaços de peixe que voltam ao mar. São momentos torturantes, você praticamente sente o cheiro e os pés molhando com a água salgada, o balanço do mar e vento da madrugada.

Impressionante o poder das imagens, com alguns enquadramentos inimagináveis, ou tão profundamente presentes que nada poderia se aproximar tão bem da sensação de presença. O monstro bíblico (Leviatã) que os homens tanto temem (como o do Lago Ness) não seria o próprio homem, que trata outros animais com tamanha crueldade? Quanto mais documentam, maior a sensação depredatória que temos de nós mesmos, a consciência que somos os monstros temidos por todos, e nem imaginamos o caminho que percorreu aquele prato chique, de um restaurante caro, para estar ali, naquele jantar.

Anúncios

Um comentário sobre “Leviathan

  1. Pingback: Caniba |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s