A Grande Beleza

Publicado: dezembro 19, 2013 em Cinema
Tags:, ,

agrandebelezaLa Grande Bellezza (2013 – ITA) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

Na visão de Paolo Sorrentino, a cidade de Roma é um daqueles ecossistemas incompreensíveis, recheado das mais possíveis diversidades e bizarrices. Uma cidade de aristocracia falida e cafonice na moda, há décadas. É por esse habitat que sobrevive, à la bon-vivant, o escritor e jornalista Jep Gambardella (Toni Servillo). Entre festas da alta sociedade e uma lucidez ácida, Sorrentino faz de seu protagonista o provocador necessário para que ele próprio mostre como ama e odeia a cidade.

Com clara inspiração em Fellini, é daqueles filmes que o todo resulta meio deformado, enquanto alguns momentos isolados quase chegam ao brilhantismo (vide a cena em que Jep destrói a mulher que o adora provocar). Jep vive dessa sociedade decadente, como uma esponja se aproveita da futilidade, e alimenta sua zona de conforto de uma vida de excentricidades. Roma é o palco para essa pluralidade, o ferrugem que corrói cada esquina de um lugar que já viveu sua era de ouro, mas ainda sobrevive, aos trancos e barrancos, como toda a Itália.

comentários
  1. Youth | disse:

    […] últimos filmes de Paolo Sorrentino tem clara predileção pela terceira idade. O escritor de A Grande Beleza (que lhe rendeu o Oscar de Filme Estrangeiro), o roqueiro de Aqui é o Meu Lugar, até mesmo o […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s