aguerraacabouLa Guerre est Finie (1966 – FRA) estrelaestrelaestrelaestrelaestrela_cinza

Na forma mais próxima do que Alain Resnais chegara de um cinema narrativo convencional, aliando-se do que é chamado cinema político. O filme não deixa de ser sobre membros ativistas do partido comunista espanhol, refugiados na França, durante o governo franquista. Mas, no meio das discussões politicas, da militância e dos perigos das entradas clandestinas, passaportes falsos e etc, está um homem (Yves Montand) que, ao mesmo tempo, entrega-se a seus ideais, se apaixona por uma mulher, e viver a indecisão da angustia que as escolhas perfazem.

Não, não espere um drama romântico, tais nuances apenas dão peso a conflitante consciência desse homem de ideias, de uma luta justa e perigosa. Charme que cega, sua Espanha ainda clama pelo tipo de militância a qual ele deu sua vida? As perguntas se tornam cada vez mais conflitantes, a clandestinidade como força de afastar-se da realidade. Qual guerra acabou? A guerra contra a ditadura, ou a sua própria guerra particular? Contra quem realmente luta Diego Mora?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s