Paixão Mórbida

Publicado: novembro 2, 2014 em Cinema, Domingo de Clássicos, Mostra SP
Tags:, , ,

paixaomorbida

Yoru no Henrin / The Shape of Night (1964 – JAP) estrelaestrelaestrelaestrelaestrela_cinza

Uma pesquisa na internet para apurar a influência do filme na carreira de Wong Kar-Wai é merecida, porque a influência é inegável. Cores, planos fechados com olhares evasivos, a utilização de todo campo, sofisticação e elegância. O cineasta japonês Noboru Nakamura esbanja características que marcariam o cinema de Kar-Wai, porém Nakamura é mais seco, seu melodrama contido é direto, por mais que haja a doce presença do romantiso exacerbado.

Trata da história de uma jovem que se apaixona por um engravatado que tenta entrar na máfia. Por insistência dela, ela acaba por se tornar prostituta. Com o passar do tempo a dominação masculina se torna dependência da mulher. O tempo, e as circustâncias, fazem um inútil. Ambas intensidades de amor são formas cruéis de sentimento, a dela na fase inicial, paixão jovem, imatura. Mais adiante, relacionamento desgastado, e ele é quem se entrega, se torna capacho.

Humilhação, violência, a interdepdendência destrutitva do casal. Nakamura mergulha na perversidade do amor enquanto hipnotiza com seus planos belíssimos, com esse sabor aprimorado que ele é capaz de imprimir em cada cena, seja no bar, na rua da prostituição, ou na pequena casa onde o casal tem sua intimidade invadida pelo olhar clínico e devastador de Nakamura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s