Eva – Um Novo Começo

evaEva (2011 – ESP) estrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinza

Como passar da ficção cinetífica ao melodrama piegas, rapidamente? Pode perguntar ao diretor Kike Maíllo, ele prova que tem a fórmula. Construir robôs com inteligência emocional, a ponto de que não possamos distinguir os humanos dos robôs. Dar liberdade, vida própria, seja para substituir um membro da família, ou ter um ajudante em casa.

O roteiro parte da interessante premissa desse tipo de criação. Mas, não se contenta só com isso. Desde o início estabelece as bases do triângulo amoroso (Daniel Brühl, Marta Etura e Alberto Ammann), mesmo que os dois homens sejam irmãos. E coloca a pequena e espivetada Eva (Claudia Veja) como arma para intensificar o drama até o fatídico confronto entre emoções do passado x futuro. Vai-se a trama, resta o romance, as desilusões passadas, e então percebemos que pessoas tão envolvidas com robótica, a esse ponto, estão mesmo é tentando criar humanos que satisfaçam suas necessidades emocionais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s