Adeus à Linguagem

adeusalinguagemAdieu au Langage / Goodbye to Language (2014 – FRA) estrelaestrelaestrelaestrelaestrela_cinza

Sempre inovando, ou até reinventando a inovação, o veterano Jean-Luc Godard resolveu abraçar o 3D. Após o filme coletivo 3x3D, Godard embarca agora em suas experimentações da nova tecnologia, aprimorando também o que não se pode chamar de estilo narrativo. O lado resmungão dos outros filmes dá espaço a metáforas, provocações, questionamentos sobre passado e futuro. Como se Godard fosse uma usina de ideias metralhando contra todos, sem respostas, um questionador.

Um cão no campo, o relacionamento de uma mulher casada e um homem solteiro, imagens distorcidas, granuladas, cores saturadas. E a câmera se movimenta, as vezes sem nexo, de maneira performática. Contempla a vegetação, os corpos nus, o som desconexo à imagem. Godard confunde a cuca do público, quebra limites para os que vem a seguir possam explorar essa nova ausência de limites. A África, assassinatos, o direito dos animais, não há um tema, não há uma ideia, Godard verbaliza sua mente efervescente, seu lado questionador, e encontra finalmente o que tanto vinha procurando em seus últimos trabalhos: uma nova forma de contar uma história, no que ele chamou de uma valsa.

Anúncios

Um comentário sobre “Adeus à Linguagem

  1. Pingback: Cahiers du Cinema e Sight & Sound |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s