Whiplash – Em Busca da Perfeição

WhiplashWhiplash (2014 – EUA) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

O jovem cineasta Damien Chazelle carrega no currículo dois longas-metragens, ambos envoltos ao mundo musical. Whiplash tem muito de autobiográfico, o próprio Chazelle estudou bateria na escola e teve um professor, linha-dura, que inspirou o personagem marcante Fletcher (J.K. Simmons). Grande vencedor da última edição de Sundance, o filme é uma gota de esperança no festival de cinema indie americano. Há a questão da rivalidade, da vingança, até mesmo o romance visto de forma fofa, por personagens atrapalhados. Ainda assim, há uma alma que desponta do filme, que se torna o mais importante dele.

É a musicalidade. A admiração de Chazelle por música pode ser sentida, seja nos planos fechados nos instrumentos, seja na necessidade doentia de Andrew (Miles Teller) se tornar alguém de destaque na música. O filme inspira essa musicalidade, dá conta dos pormenores da profissão, mas está mesmo interessado em mergulhar na sonoridade, em fazer o público sentir a música. Dessa forma, enquanto Andrew e Fletcher tem seu relacionamento particular, a relação conturbada entre professor x aluno, a musicalidade sobressai quase assumindo a figura de um personagem.

Anúncios

2 comentários sobre “Whiplash – Em Busca da Perfeição

  1. Pingback: Cahiers du Cinema e Sight & Sound |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s