Cléo das 5 às 7

Cleo-de-5-a-7Cléo  de 5 à 7 (1962 – FRA)  estrelaestrelaestrelaestrelaestrela_cinza

Subdividido em pequenos capítulos de poucos minutos, o filme acompanha duas horas na vida da cantora francesa Cléo (Corinne Marchand). Momentos angustiantes enquanto a jovem aguarda os resultados do exame que podem indicar uma doença fatal. Nesse intervalo, ela procura uma cartomante, encontra amigas, vai às compras, anda de bonde, enfim, transforma Paris em palco de seu desfile.

A diretora Agnès Varda encontra o timing perfeito entre tensão e leveza, além das possibilidades de explorar a personalidade de Cléo em sua plenitude. A ingenuidade, a futilidade, as inseguranças, o ar romântico, a esperança. Varda filma como seu pintasse um afresco, com sensibilidade, e frescor, enquanto rivaliza o tempo de Cléo entre medos e incertezas e as companhias que cruzam seu caminho nessas 2 horas fatídicas. A diretora transpira Nouvelle Vague (ela como um dos expoentes femininos, ainda que sua carreira seja anterior ao movimento), enquanto busca a efervescência da juventude na forma narrativa. Como na cena inicial, a imagem centrada nas cartas, enquanto a cartomante lê o futuro da jovem, sem que tenhamos outra visão que não sejam as cartas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s