Garotas

garotasBande de Filles / Girlhood (2014 – FRA) estrelaestrelaestrela1_2estrela_cinzaestrela_cinza

Céline Sciamma está de volta, e com ela o universo de personagens jovens, que já faiz parte de seus filmes anteriores. Lembra muito o filme anterior de Sofia Coppola (A Gangue de Hollywood), só que a gangue de garotas é transportada à França, dentro da comunidade negra. Sciamma traz esse mundo de gueto, a exposição social da vida em conjuntos habitacionais. Porém, seu filme é focado mesmo na cultura social, seja na crise familiar da jovem que quer sua liberdade, e sofre repressão. Seja nas relações de status social, as provocações, a autoafirmação de liderança no grupo.

Distante do frescor e da novidade na abordagem de Tomboy, se encontra entre o filme de Sofia e o universo Juhn Hughes, nem tão melancólico, e longe de ser divertido. É uma visão mais crua, menos poética, que dialoga exatamente com as tendências atuais (roupas, estilo, música). Um tanto bruto quanto a própria feminilidade de suas meninas-personagens.

Anúncios

2 comentários sobre “Garotas

  1. Pingback: Cahiers du Cinema e Sight & Sound |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s