Boa Noite, Mamãe

boanoitemamaeGoodnight Mommy / Ich Seh, Ich Seh (2014 – AUS) estrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinza

Celebrado como novo clássico cult do cinema de terror pscicologico, não traz nada além da conjunção de características do cinema austríaco, deixando de lado o lado críitico, para apelar a violência explicita. Perde assim, no ultimo ato, a atmosfera que vinha sendo criada pelos diretores Severin Fiala e Veronika Franz (sobrinho e esposa do produtor do filme, o cineasta Ulrich Seidl).

Por outro lado, a filme tem uma proposta estrutural que se assemelha muito a Funny Games, de Michael Haneke (outro cineasta austríaco), com violência bárbare e toda a ação intensificada dentro de uma casa afastada dos grandes centros. A mãe (Susanne Wuest) volta de uma cirurgia facial com comportamentos estranhos, e os irmãos gêmeos (Elias e Lukas Schwarz) estranham suas atitudes e perseguições a um deles, a ponto de duvidarem que ela seja realmente a mãe.

O toque de tragédia é marcado por cenas sádicas, e elementos anteriores (o gato, os insetos) que forçavam essa ideia que tentaria julgar a capacidade humana de promover a violência desenfreada. No fundo, com todo seu conceito técnico, fotografia fria e câmera que varia entre o distanciamento e o superclose (que intensifica o sádico), o filme só tinha mesmo segredinhos de roteiro para contar no final.

Anúncios

Um comentário sobre “Boa Noite, Mamãe

  1. Pingback: MCI 2015 – Mostra Internacional de Cinema Independente |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s