Na Memória de um Dia que Se Foi

memoriadeumdiaquepassouPraejusios Dienos Atminimui / In Memory of the Day Passed By (1990 – LIT) estrelaestrelaestrelaestrelaestrela_cinza

Em seu primeiro trabalho, o lituano Sharunas Bartas realiza, um documentário de média-metragem em preto e branco, já com suas características marcantes (como a ausência de diálogos, a diversidade de planos abertos e supercloses, a miséria humana em evidência). Um dia qualquer, numa cidade encravada na União Soviética. Sob o olhar de Bartas, a câmera apenas registra a fila de homens com suas maletas chegando ao trabalho, os rostos fastigados dos mendigos pelas ruas. A neve, fria e linda, constratando com o longo caminhar de alguém. O religioso que paga penitencia anadando de joelhos pela calçada. O aparente nada-demais do filme é exatamente o oposto, capaz de nos aproximar das mazelas, de trazer para a perto o áspero daquelas vidas, são corpos, rostos, as construções singelas, e essa memória de outro dia que se passou.

Anúncios

Um comentário sobre “Na Memória de um Dia que Se Foi

  1. Pingback: Indie 2015 |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s