Mistress America

mistressmaericaMistress America (2015 – EUA) estrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinza

A nova parceria da dupla Noah Baumbach (direção) e Greta Gerwig (atuação e roteiro) é clara continuação de Frances Ha. Não da história em si, mas do clima, do universo, e até da personagem que só ganha outro nome de batismo e alguns anos de idade. Greta, ou melhor Frances, ops, desculpe, Brooke é a mesma personagem perdida, divertida, que corre para todos os lados e não sai do lugar. Aqui ela ganha sua versão mais jovem, a aspirante a escritora Tracy (Lola Kirke), que torna Greta/Frances/Brooke em sua guru para preencher as desilusões e inseguranças de seu primeiro semestre na universidade.

Novamente Baumbach e essa geração Sundance aproveitando-se dos hipsters, sempre com humor melancólico e sequencias que flertam com catarse e só parecem inverossímeis, mas devem agradar muita gente, pelo visto. O falso humor puro que encontra na bagunça o seu modus-operandi, tal qual Brooke, tal qual Baumbahch e essa geração Sundance resolveram vender a seu público.

Anúncios

Um comentário sobre “Mistress America

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s