O Clã

El Clan (2015 – ARG) estrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinza

Prova de como uma história impressionante não resulta, facilmente, num grande filme. Baseado em fatos reais, Pablo Trapero resgata o clã dos Puccio. Foi um escândalo nos anos 80, a descoberta que a família era responsável por uma onda de sequestros na Argentina. Capitanedos pelo patriarca, Arquimedes (Guillermo Francella), mantinham o cativeiro na própria casa, em meio aos filhos adolescentes que assistiam tv ou faziam a lição de casa.

Trapero espalha ótima trilha sonora por toda a narrativa, cria uma ironia que esvazia seu próprio filme. É um caso raro de música boa, aproveitada de maneira tão equivocada. A ironia instaurada quase oferece um clima leve, quando há tanto drama carregado pelas diferenças e incômodos familiares, fora o drama dos sequestrados. Olhar o cinema vigoroso de Trapero, em início de carreira, e seus últimos trabalhos, chega a dar tristeza. Aproveita mal a passividade de alguns membros da família, perde a dimensão da importância do filho, Alejandro (Peter Lanzani) no cenário esportivo argentino (era jogador da seleção de rubgy). As cenas são bonitas isoladamente, mas perdem força ou contexto por escolhas tão equivocadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s