White God

whitegodFehér Isten / White God (2014 – HUN) estrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinza

Numa Budapeste completamente vazia, uma garota, de bicicleta, é perseguida por dezenas de cães raivosos. O filme volta no tempo, cria as tintas de seu conto moral, quase um filme de terror, enrustido de crítica social. A todo instante Kornél Mundruczó está testando a hostilidade entre os personagens. No início expõe a fragilidade familiar, a adolescente Lili (Zsófia Psotta) que é deixada com o pai (Sándor Zsótér) por um tempo, enquanto a mãe, e o atual marido, passam um tempo no exterior. A relação hostil entre os pais separados, entre pai e filha, entre o pai e o cachorro da menina. O pai não se sensibiliza com o apego de Lili com o cão que acaba abandonado na rua. Comportamentos hostis até nas aulas de música, na relação alunos x maestro. Não falta violência nas relações sociais.

A hostilidade alcança outros níveis quando entra em cena o homem que transforma os animais em cães de briga. Quase um conto de fadas, às avessas, os cães se reúnem em grupo, o roteiro foge do verissímil, enquanto Mundruczó alterna entre planos gélidos e agressivos. De longe, a maneira de filmar do diretor se destaca, enquanto o clima de terror percorre esse caminho distante do possível. Tudo para culminar do ponto onde começamos, novamente os planos são belíssimos (a cidade vazia, os cães raivosos e vingativos), a perseguição e o gran-finale musical. Referência clara a Cão Branco, mas Mundruczó quer ser mais lírico, nada cru do filme de Samuel Fuller, termina com poesia, que se olhada separadamente, fica tão bela, dentro do filme todo é uma alegoria que completa a esquizofrênia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s