Je Pense à Vous

jepenseavous

Je Pense à Vous (1992 – BEL) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

Já no segundo longa de ficção, os irmão Jean-Pierre e Luc Dardenne viravam seus olhares para a Europa operária, e seus problemas sintomáticos. Greves, disputas pelo que se considera justo e suas consequências devastadoras dentro da sobrevivência familiar. É um filme menos poético, e até mais próximo de um senso comum de cinema, e bem distante das marcas visuais registradas dos irmãos, já os posiciona dentro de seus temas favoritos.

Os elementos são básicos começa com o casamento, e a casa dos sonhos que pretendem reformar. A vida com os filhos e os sonhos do casal em se transferir para Manchester que começa a ser desmoronado quando ele é demitido. Da estabilidade familiar ao caos total, insegurança, ressentimentos, a crise deflagrada se aprofunda com a completa desestabilização da figura de liderança e os Dardenne criam esse retrato desesperançoso de uma sociedade cujo os ecos do socialismo são a própria sustentabilidade ideológica, ainda que o amor tente ser o grande alicerce de reconstrução particular.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s