As Montanhas Se Separam

asmontanhasseseparamShan He Gu Ren / Mountains May Depart (2015 – CHI) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

A cena inicial traz um típico costume de dança em grupo dos chineses. Normalmente adotado como exercício físico à terceira idade, em praças e algumas avenidas das cidades. A escolha da canção Go West (Pet Shop Boys) para tal cena, não é gratuita. Jia Zhang-ke parte da mesma estrutura de Plataforma, de história narrada em três tempos diferentes, mas, se no seu filme clássico, os olhares ficavam concentrados no passado, em seu novo trabalho, a música indica a visão futurista, ainda que de um otimismo em tom bem sarcástico.

A primeira parte ocorre em 1999, a China vive crescimentos econômicos de dois dígitos, muito acima dos demais países do mundo, e o vislumbre do capitalismo está por toda a parte. Tao (Zhao Tao) é o centro de um triângulo amoroso. Disputada entre o minerador de carvão, Liang (Liang Jindong), e o novo expoente da classe rica, Jinsheng (Zhang Yi). Ter um carro novo é o grande símbolo de ostentação, que pode ser visto também em outras características, como na forma com que cada um se veste. Os comportamentos fazem correspondência clara à classe social de cada um dos personagens, e o segmento se encerra, finalmente, com a escolha de Tao.

O segundo segmento está localizado em 2014, Jia coloca sua visão da China dos dias atuais, dos tímidos movimentos conttra a poluição, que dá sinais dos malefícios (o câncer de pulmão), até a configuração de novos ecos na sociedade (o divórcio, a guarda do filho). São os sinais do novo estágio de ocidentalização chinesa, que inicialmente importou os bens materiais, e agora os problemas sociais.

E novamente, no gancho da canção do Pet Shop Boys, Jia olha para o futuro. O último segmento está situado em 2025, o filho de Tao mora na Austrália. A distância não só o afastou da cultura, como o fez perder o idioma, e até o nome da mãe (que exagero, Jia). O garoto vive o dilema do confronto com o pai, e a herança enraizada dos costumes. De longe, o segmento menos elaborado da história, ainda que uma interessante visão desoladora sob o futuro dos jovens de seu país. A melancolia via arrependimento, ou ausência, o estrangeiro incapaz de preencher requisitos básicos de nossa formação. Dollar (Dong Zijian) é movido por influências, do pai infeliz, ou da amante mais velha, Mia (Sylvia Chang), algo dentro de si percebe que seu alicerce não foi bem sedimentado. Jia muito didático, mesmo assim muito preciso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s