O Rei dos Belgas

oreidosbelgasKing of the Belgians (2016 – BEL) estrelaestrelaestrela1_2estrela_cinzaestrela_cinza

Comédia provocativa dos diretores Peter Brosens e Jessica Woodworth, expondo ao ridículo a monarquia belga (ou toda e qualquer monarquia). Humor do absurdo, gerado por outros absurdos, mas que mandam criticas diretas à questões centrais belgas, principalmente os movimentos separatistas e disputas internas do país.

O roteiro cria uma viagem diplomática ao rei, enquanto um movimento separatista declara independência do país. Há ainda um fenômeno que não permite, temporariamente, voos pela Europa, e o rei não tem outra saída do que atravessar os Balcãs (em eternas guerras e disputas) para tentar voltar. Viagem clandestina, sem os confortos reais, são prato cheio para que o roteiro coloque o monarca em posição ridícula. É uma ideia barata, mas bem funcional. Se o humor não garante tantas gargalhadas como prometia, tem suas justas e ácidas provocações que devem funcionar ainda melhor aos próprios conterrâneos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s